RESENHA | O Beijo das Sombras, por Richelle Mead

o beijo das sombras resenha

O Beijo das Sombras é o primeiro livro da série Academia de Vampiros, da autora Richelle Mead. Só que isso a maioria das pessoas já sabe, uma vez que a autora é bastante conhecida justamente por este trabalho.

O livro apresenta o universo vampiresco em que Rose – protagonista da série – e sua melhor amiga e futura protegida Lissa, estão fugindo há dois anos da Vampire Academy. Até que são rastreadas e resgatadas por um grupo de guardiões da escola. De volta a São Vladmir, as alunas precisam dar satisfações e retornar à rotina escolar. Lissa, uma princesa Moroi, dá continuidade às aulas e busca retomar aos círculos sociais, ao passo que Rose passa a ser reclusa e a ter treinamentos com Dimitri, um dos guardiões. Tudo isso porque ela futuramente será guardiã de Lissa.

Contudo, quando as coisas começam a voltar ao normal, Lissa passa a ser atormentada com animais mortos. Sem compreender os motivos, Rose passa a treinar, pesquisar e dar o seu melhor para proteger a amiga, ao passo que as duas buscam manter os segredos que carregam do passado. Só que todo o cenário vai se complicando ao longo da história, quando revelações sombrias são feitas, Lissa passa a agir de maneira estranha e o ápice da trama é alcançado. Quando o leitor finalmente descobre tudo o que está acontecendo com as duas amigas.

o beijo das sombras resenha

Quando iniciei a leitura, imaginei que o universo da história seria mantido no clima bobinho do ensino médio: adolescentes fúteis e cruéis, panelinhas e rixas entre grupos, além de romances fracos – toda aquele pacote típico das histórias de adolescentes. E apesar de infelizmente não poder negar esses aspectos (porque me deparei com eles ao longo da leitura), a história não foi de todo ruim.

Richelle Mead apresenta ao longo da história muita informação sobre o mundo que criou: as hierarquias sociais entre os vampiros; a construção do surgimento de dampiros (meio humanos e meio vampiros); as origens dessa sociedade no passado, além dos resquícios dessas origens que existem no momento presente da história. Todos esses elementos que a autora aborda no livro enriquecem demais a leitura.

o beijo das sombras

Infelizmente, minha maior reclamação é com relação às personagens porque demorei um pouco a me conectar com elas. Até certo ponto do livro, eu sentia certa antipatia por Rose e seu temperamento mandão e inconsequente. Diversas vezes precisei lembrar a mim mesma de isso poderia ser proposital, já que estava lendo uma fantasia adolescente. Contudo, felizmente, Rose amadureceu bastante ao longo da história, o que fez com que meus pensamentos sobre ela mudasse aos poucos. Outro ponto que não me convenceu muito foi o entrosamento romântico entre Rose e Dimitri. Para mim, neste primeiro livro, o casal não teve química em momento algum.

No fim, achei o desfecho do livro bastante convincente e surpreendente – eu não imaginava que terminaria daquela forma – e fiquei bastante curiosa pela continuação. Espero que eu não me decepcione com a série e que, como muitas outras pessoas, eu passe a gostar bastante dela.

Continue Reading

RESENHA | Meus Desacontecimentos, por Eliane Brum

Meus-desacontecimentos-

Gaúcha de Ijuí, nascida em 1966, Eliane Brum é jornalista, escritora e documentarista. Trabalhou 11 anos como repórter do jornal Zero Hora, de Porto Alegre, e 10 como repórter especial da Revista Época, em São Paulo. Desde 2010 atua como freelancer. Atualmente, escreve artigos para os jornais El País e The Guardian.

Em Meus Desacontecimentos a autora narra, em formato de memorias, sua história com as palavras, sejam elas escritas, lidas ou faladas, e como elas à salvaram tantas vezes ao longo de sua vida; desde pequena, ela passou por muitas tragédias, tanto em sua vida familiar quanto em suas relações interpessoais, e nesse livro a autora nos passa tudo o que pensou e sentiu nessas ocasiões e quais conclusões tirou de cada uma.

Em cada página deste livro tão intimo e visceral,  somos apresentados à personagens que fizeram parte de sua vida: a irmã morta, que era a mais viva entre todos; a avó, comedida em tudo, menos na imaginação; a família que precisou de uma perna fantasma para andar no novo mundo; as tias que viravam flores para não murchar e muito mais.

Essa foi minha primeira experiência com a autora, e eu posso garantir que já estou apaixonada por sua escrita; a sensibilidade incrível com que ela narra sua historia me emocionou e mexeu muito comigo. Sua escrita é poética e fluida sem deixar de ser forte e real. Leitura mais que recomendada, sem duvidas!

Continue Reading

RESENHA | O Pirulito das Abelhas, por Isa Colli

o pirulito das abelhas

Há algum tempo saiu aqui no blog um post sobre a autora Isa Colli e seu trabalho. Isa escreve predominantemente fábulas infantis com temas que remetem valores muitíssimo importantes.
O Pirulito das Abelhas é sua mais recente publicação e a história é acompanhada das lindíssimas ilustrações de André Lins.

o pirulito das abelhas

O livro narra a história de Viviene e Florine, duas abelhinhas que vivem com outros bichinhos em uma aldeia chamada Moinho. Muito trabalhadoras, as abelhinhas que entendem tudo de açúcar decidiram abrir seu próprio negócio e comercializar o pirulito, sua mais recente invenção.

E o empenho delas é tamanho, que o doce logo ganha fama, trazendo tanto interesse positivo quanto negativo dos demais bichinhos. Dessa forma, a famosa guloseima toma destinos bastante diferentes.

o pirulito das abelhas

Como toda boa fábula, O Pirulito das Abelhas aborda mensagens importantes, como valorização do bom caráter e de atitudes justas, do trabalho em equipe e da vida harmoniosa em convivência tanto com a natureza quanto com os semelhantes. Isa apresenta uma história em que o mal que poderia ter sido disseminado, acaba por tomar um desfecho que é o completo oposto, mostrando a importância das atitudes corretas.
o pirulito das abelhas

Através de uma narrativa direta e simples, porém muito envolvente e acompanhada das belíssimas ilustrações, o livro é um deleite. Eu me apaixonei pelo cuidado com ele, como todas as imagens juntamente com o texto realmente conversam com o leitor em uma linguagem que capta a atenção de adultos e crianças.

 

o pirulito das abelhas

Como as fotos mostram, todo o livro é um primor do tipo que é indispensável às estantes das crianças. Certamente é um forte candidato para presentear e (é claro) encantar os pequenos.

o pirulito das abelhas

 

 

Continue Reading

RESENHA | Ligeiramente Pecaminosos, por Mary Balogh

ligeiramente pecaminosos

Eis o meu livro favorito da série Os Bedwyns. Ligeiramente Pecaminosos é um spoiler apenas por existir. Isso porque ele narra a história do irmão Aleyne Bedwyn que, no livro anterior da série, havia desaparecido na batalha de Waterloo e dado como morto. Assim sendo, quem já leu os livros da série já sabem de antemão que outras coisas aconteceram ao irmão, já que sua história foi escrita.

No livro, a autora apresenta aos leitores da série o que de fato aconteceu com Aleyne. Como se deu seu desaparecimento e o que foi dele após o acontecimento que o levou ao sumiço. Porém, como de praxe nos romances da autora, ela também introduz à história novos personagens que irão fazer parte da construção da história do protagonista.

Aqui, conhecemos cinco mulheres que vivem em um bordel, sendo que nem todas elas são prostitutas de fato. Na verdade, a protagonista feminina do livro possui um passado difícil e um presente ainda mais complicado, que a leva a ter caminhos cruzados com Aleyne.
ligeiramente pecaminosos
Ligeiramente Pecaminosos segue a fórmula de Mary Balogh para os romances que escreve. Personagens fortes, circunstâncias difíceis, romances impossíveis e quebra de paradigmas. Gostei muito da abordagem de personagens prostitutas, que além de quebrar os preceitos, apresenta a realidade delas que vai muito além do trabalho que realizam. Contudo, preciso dizer que acredito que a história seria ainda mais inovadora se a protagonista também fosse uma prostituta, ao meu ver.

Sobre o livro ter conquistado o título de favorito: Aleyne é o Bedwyn mais charmoso que conheci ao longo da série e as circunstâncias em que se encontra influencia. Ele é carismático, sarcástico quando deve e muito sedutor quando precisa. Simplesmente amei ele! Também gostei demais do pano de fundo da história, do fato de o livro ser repleto de personagens tão diferentes, reviravoltas surpreendentes e um desfecho muito emocionante.

Sem dúvidas o livro é leitura obrigatória aos leitores que vêm acompanhando a série. Contudo, os que desejam conhecer a série por qualquer livro não irá se deparar com muitos problemas de compreensão, já que as histórias são bastante independentes. Agora só nos resta aguardar ansiosamente pela publicação do livro mais esperado de todos: a história do Duque Wulfric. O que será que irá acontecer com aquele coração de gelo?

Continue Reading

YOUTUBE | As Melhores Leituras de 2016

img_7663

Coisa comum na blogosfera literária são as melhores leituras do ano. Ano passado eu li bastante coisa bacana, mas aguardei até os últimos dias do ano para ver se não seria surpreendida. Agora, quase no meio de janeiro, eu trago um vídeo com as melhores leituras do ano. Espero que gostem!

LINKS
Resenha Vozes de Tchernóbil: https://goo.gl/uzoTsI
Resenha Livro dos Negros: https://goo.gl/dNkUFS
Resenha Reparação: https://goo.gl/OwXRbj
Resenha O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida: https://goo.gl/bReL4i
Resenha Beleza Cruel: https://goo.gl/cEUTVi
Resenha A Fúria e a Aurora: https://goo.gl/RypeZG
Resenha A Rebelde do Deserto: https://goo.gl/0tC6VM
Resenha A Rosa Branca: https://goo.gl/GAFG6i
Resenha The Heart of Betrayal: https://goo.gl/nPUelr
Resenha Proibido: https://goo.gl/js7EKN

COMPRE LIVROS E AJUDE O BLOG!
The Heart of Betrayal: http://amzn.to/2j7NjVA
The Kiss of Deception: http://amzn.to/2ijES8a
Proibido: http://amzn.to/2id5ppC
A Fúria e a Aurora: http://amzn.to/2ijIPcZ
A Rebelde do Deserto: http://amzn.to/2jvmNSn
A Rosa Branca: http://amzn.to/2ijMoAg
Beleza Cruel: http://amzn.to/2ijF3k4
Reparação: http://amzn.to/2jvzBIm
O Primeiro dia do Resto da Nossa Vida: http://amzn.to/2id4K7g
O Livro dos Negros: http://amzn.to/2igbegV

Continue Reading

RESENHA | Vozes de Tchernóbil, por Svetlana Aleksievitch

svetlana-aleksievitch-vozes-de-tchernobil
Uma das minhas melhores leituras de 2016 foi a última que realizei. Vozes de Tchernóbil, da bielorrusa Svetlana Aleksievitch, é um compilado de depoimentos de sobreviventes do desastre nuclear que ocorreu em Prypiat, na até então URSS. O acidente, ocorrido em 26 de abril de 1986, foi considerado o mais grave já ocorrido mundialmente envolvendo radiação.

No livro, a jornalista – e vencedora do Prêmio Nobel de Literatura em 2015 pela mesma obra -, apresenta ao leitor a realidade vivida pelas pessoas acometidas pelo desastre. A gama de pessoas entrevistadas varia desde esposas e militares envolvidos na contenção, até cientistas, idosos e crianças que viveram na época.

A obra é não somente uma espécie de documento, que informa o leitor dos acontecimentos através da perspectiva única e pessoal de cada entrevistado, como também apresenta o lado humano de cada um deles. Dessa forma, muito me surpreendi tanto com os acontecimentos narrados quanto com a capacidade humana para mal e para bem.

Ao fazermos a leitura, conhecemos homens extremamente corajosos que deram a vida para reduzir o impacto nas demais; conhecemos famílias e idosos que não possuíam nada mais além da terra que estavam sendo obrigados a abandonar, e por isso voltavam. Conhecemos mulheres que foram fortes o suficiente para estar ao lado de esposos e filhos até o fim; de pôr em risco a vida que carrega no ventre para cuidar da outra que se encontra em leito.

Quando enfim finalizei a leitura, senti que todos as pessoas deveriam ter acesso ao livro. Todas as pessoas que conhecem, que se interessam pelo assunto – e mesmo aquelas que nunca ouviram falar do acidente – deveriam experienciar a grandiosidade de ler o que aconteceu com tantas pessoas e que continuará afetando o meio ambiente e as pessoas por milhões de anos. Experienciar o fato de conhecer a realidade de maneira tão nua e real.

Vozes de Tchernóbil é um livro que informa, mas que também toca a profundeza de quem lê.

Continue Reading

RESENHA | Enquanto Eu Te Esquecia, por Jennie Shortridge

enquanto eu te esquecia
Lucie Walker, foi encontrada na baia de São Francisco sob circunstâncias misteriosas; desmemoriada e confusa, ela é enviada a uma clínica psiquiátrica, onde é diagnosticada com um tipo muito raro de amnésia pós traumática.

Depois de alguns dias na clínica, aparece um homem chamado Grady alegando ser seu noivo; Lucie, mesmo não tendo memoria nenhuma dele, assim que o vê, sente algo muito forte, e também sente que ele pode ser a chave para que ela entenda o motivo que a levou à aquela situação.

Ele então a leva para casa, e tenta de todas as formas ajudá-la a recuperar a memória, mas é só com o aparecimento de uma tia da qual Lucie também não tinha memoria alguma, que as peças do quebra-cabeça começam a se encaixar, e memorias extremamente traumáticas e a muito esquecidas da vida de Lucie, não só em relação ao incidente recente, começam a vir à tona. Enquanto Eu Te Esquecia, da autora Jennie Shortridge, é um livro bastante tocante sobre amor, família e recomeços.

Eu adorei fazer essa leitura, a premissa dessa história é muito interessante, os personagens e ambientações são muito bem trabalhados ao longo da narrativa, o lado psicológico também é bastante interessante. O Desfecho, apesar de não ser nada maravilhoso, fez jus a todo o resto da história, e foi muito satisfatório para mim.

Mas o livro tem alguns pontos negativos: a escrita da autora é muito lenta, em vários momentos enquanto lia, ficava me perguntando o porquê de tanta enrolação, na minha opinião, muito da história poderia ter sido cortado. Outro ponto negativo pra mim foi o Grady, não consegui simpatizar com ele de maneira nenhuma, achei-o muito superficial e escroto, sem contar na química zero entre ele e a Lucie.

Mas no fim das contas a leitura valeu muito a pena, o livro é narrado em terceira pessoa, mas sob o ponto de vista de três personagens, a própria Lucie, o Grady e a tia da Lucie, o que torna a leitura muito mais dinâmica e o entendimento sobre a vida da Lucie antes do trauma muito mais completo e verdadeiro.

Continue Reading

RESENHA | O Mágico de Oz, por L. Frank Baum

zahar

Neste livro vamos acompanhar Dorothy, uma garotinha que vivia no Kansas com seus tios Em e Henry e seu cachorrinho Totó e levava uma vida muito humilde mais muito feliz, apesar de todas as dificuldades pelas quais já passou.

 

Um dia, um tornado chegou até a região onde ela vivia; a ventania foi tão forte que ela e sua tia, assustadas, resolveram se abrigar no sotam da casa, mas só a tia da garota conseguiu se abrigar a tempo; Dorothy foi atrasada por seu cãozinho que, também assustado se escondeu de baixo da cama. Vendo que não dava mais tempo de fugir do tornado e muito cansados os dois acabaram pegando no sono.

 

Quando acordam, percebem que não estão mais no Kansas e sim numa terra muito distante e desconhecida; eles então saem da casa e são recebidos com muita euforia pelos peculiares moradores do local, pois, segundo eles, ela acabara de matar a Bruxa Má do Oeste; ela acha aquela historia muito estranha por que nunca foi capaz de matar nem uma mosca; mas quando olha para o local que todas aquelas pessoas estão apontando, vê as pernas da Bruxa em baixo da casa e percebe que aquela historia é verdade.

 

Ela não entende nada do que acabou de acontecer, sua unica preocupação é voltar para o Kansas; e então é instruída pelas pessoas a ir até a Cidade das Esmeraldas para falar com o Grande Mágico Oz, que dizem ser o único que poderia realizar seu desejo de voltar para casa.

 

Dorothy então segue caminho, mas durante sua jornada acaba encontrando três personagens muito inusitados: Um Leão covarde, um Espantalho e um Lenhador feito de Lata, que queriam também realizar seus desejos; o Leão queria muito finalmente ter coragem, o Espantalho queria um cérebro e o Lenhador de lata desejava mais que qualquer coisa possuir um coração. E então eles resolvem ir com a menina na busca do magico.
Tenho que começar já confessando que nunca tive muito interesse nessa leitura, e também nunca assisti a sua adaptação cinematográfica, só a fiz por que era o único livro infantil que tive ao meu alcance no momento e precisava de um para um desafio literário do qual estou participando durante esse ano.

 

Mas admito que me surpreendi com a obra; apesar de ser um livro infantil, a mensagem que aprendemos durante a leitura é maravilhosa. A leitura é extremamente fluida e gostosa. A cada capitulo somos apresentados a personagens completamente diferentes e cativantes e ambientações muito bem construídas.
Enfim, em O Magico de Oz, L. Frank Baum criou um universo totalmente encantador, ao mesmo tempo em que consegue nos fazer refletir sobre situações diversas as quais podemos encontrar no nosso dia-a-dia.

Continue Reading

RESENHA | A Nona Vida de Louis Drax, por Liz Jensen

a-nona-vida-louis-drax
Louis Drax é um garoto de 9 anos que mora com os pais, mas, como o casamento deles está em crise, o pai do garoto, que é piloto de aviões, passa a maior parte do tempo em Paris com sua mãe. Desde bebê, Louis sofre inúmeros acidentes e é propenso a pegar doenças perigosas e repentinas. Na escola ele é chamado de Menino Maluco, por não se encaixar e ter uma personalidade diferente da maioria. Louis é, no mínimo, um menino difícil.
Quando, em seu aniversário, a família decide fazer um piquenique no alto de um penhasco, algo terrível acontece; durante uma discussão entre seus pais, Louis acaba caindo daquela altura terrível. Com a queda o menino acaba entrando em coma, sua mãe parece estar enlouquecendo e seu pai, principal suspeito do crime, está foragido.
Depois de alguns meses sem melhora, Louis é transferido para uma clínica especializada em cuidar de pacientes nesse mesmo estado clinico. O médico encarregado de cuidar de Louis é o Dr. Pascal Dannachet, que fica bastante intrigado ao saber da história do novo paciente, e também com sua mãe, Natalie Drax, que está sempre junto ao filho e por quem se sente atraído de imediato.
Como seu casamento está indo de mal a pior e seus pacientes já não apresentam progressos muito satisfatórios, ele então acaba se envolvendo mais do que o permitido ou que seria considerado “saudável” com aquela família. Com a entrada do novo paciente, mas principalmente a de Natalie em sua vida, as coisas começam a mudar na vida de Pascal de maneiras surpreendentes e assustadoras. De uma hora para a outra, Louis parece querer se comunicar, e caberá a Pascal tentar estabelecer contato entre o menino e o mundo “fora de sua cabeça”.
A Nona Vida de Louis Drax, que foi escrito por Liz Jensen, acaba de ganhar uma adaptação cinematográfica estrelada por Jamie Dornan e uma nova edição pela Editora Record, é um livro bastante instigante, com um enredo rico em detalhes e extremamente bem escrito; seus personagens também são muito bem desenvolvidos, principalmente em se tratando do lado psicológico, que, particularmente, foi um dos pontos que me ganhou durante a leitura, além de todo o suspense que foi mantido até seu desfecho, o que acabou me prendendo a historia até seu desfecho, que não foi nada surpreendente, mas bastante satisfatório.

Confesso que infelizmente não senti empatia por nenhum dos personagens, e o quase romance criado aqui também não me agradou, foi uma coisa superficial e totalmente desnecessária ao meu ver. O livro é narrado em primeira pessoa sob dois pontos de vista, o de Louis, mesmo durante o coma, e o do Dr. Pascal, mostrando não só sua relação com o paciente e sua mãe, mas também sua vida pessoal, achei muitas dessas passagens bem desnecessárias também ao longo da leitura, e outra coisa que me incomodou bastante também foi o fato de que os capítulos não são numerados e não há nenhum indicativo de quem será o narrador, e senti falta disso, pois fiquei confusa em vários momentos. Mas enfim, esse livro é uma ótima pedida para os leitores de suspenses psicológicos.

Continue Reading

RESENHA | Doadores de Sono, por Karen Russell

doadores-de-sono-1
Uma epidemia de insonia esta assolando a humanidade. As pessoas não conseguem dormir e vão definhando lentamente, até que, por fim, morrem.
É a partir dessa premissa que somos apresentados a Trish Edgewater. Ela é voluntária da Corpo do Sono, uma organização que busca doações de sono para adiar a morte dos insones. Trish faz esse trabalho por um único motivo: sua irmã, Dori, foi uma das primeiras vítimas dessa devastadora epidemia, e por isso ela quer evitar que as pessoas venham a ter o mesmo fim.

 

Tudo estava indo bem na organização, uma doadora universal, a “Bebê A” como os membros da organização escolheram denominá-la para que sua verdadeira identidade, foi encontrada; a bebe tem o sono mais limpo e tranquilo que já se teve noticia, e por isso a procura por suas doações só aumenta a cada dia. Mas, como em todo o lugar onde esta havendo sucesso, aparecem pessoas para lucrar com a situação.

 

Essa obra, traz diversos questionamentos e nos faz refletir bastante durante toda a leitura. A narrativa é feita em primeira pessoa pela Trish, o que torna nossa visão sobre sua vida com a irmã, sua luta para ajudar os outros insones, seus medos e desejos, muito mais reais; a visão da Trish sobre tudo o que acontece dentro da Corpo do Sono também é muito importante pra o entendimento do leitor. O lado psicológico abordado na obra também é muito bem desenvolvido.

 

Em Doadores de Sono, Karen Russell cria um enredo rápido, envolvente e ao meu ver totalmente bem desenvolvido e sem furos, apesar de a obra toda ser desenrolada em apenas 166 paginas.
Enfim, esta novela, se mostrou uma obra muito interessante e original dentro do tema proposto; com personagens e ambientações muito bem desenvolvidos e criticas sociais bastante pertinentes a nossa sociedade atual.

Continue Reading