Editora Empíreo na Bienal

13939448_1039651206090178_8935760904928748488_n
Bienal chegando e a galera toda animada para o maior evento literário do ano!
A Editora Empíreo também está com o mesmo gás para o evento, e mais: conta com novidades exclusivas para essas semanas recheadas de livros. No post de hoje eu venho mostrar pra vocês alguns dos lançamentos da editora e a data de cada um deles. Vale a pena passar no estande para conferir!

teaser corpo estranho

Corpo Estranho tem data de lançamento marcada para o dia 28/08/16 às 17h.
Sinopse: Corpo Estranho, de M. T. S. Dörrenberg, conta a história de Mear, um ciborgue construído para atuar numa exposição em Berlim. Ao conhecer uma mulher chamada O., Mear sai em uma jornada pelo tempo e espaço em busca de respostas sobre a composição do corpo. Ele pode se transformar na figura que quiser, viajar no tempo e entender qualquer forma de comunicação. Essas habilidades têm por finalidade permitir que o ciborgue se desenvolva no mundo humano, iniciando uma geração de novos seres.

teaser bumba nosso boi

Bumba, nosso boi será lançado no dia 04/09/16 às 11h.
Sinopse: O boizinho passou por poucas e não tão boas com os outros bichos da fazenda, que caçoavam do jeito diferente como ele passara a falar após perder a língua, mas encontrou amizade em outras criaturas muito especiais – como o Saci que não tem uma perna, mas dá rasteira em qualquer dificuldade.
Juntos, os queridos personagens do nosso folclore dão uma lição sobre como tratar as diferenças. E Bumba, que perdeu a língua, com sua história repleta de magia e superação, ganhou um lugar especial na cultura brasileira, dançando e exibindo seu manto enfeitado em festas populares de todas as regiões do Brasil.
Escrito por Diego Freire e ilustrado por Rogério Maroja, Bumba, nosso boi ensina o respeito às diferenças e beleza da diversidade

teaser prosa

Prosa Nova está com lançamento marcado para o dia 28/08/16 às 11h.
Sinopse: Neste livro bem-humorado, André Filho apresenta cenas e situações que nos fazem refletir a respeito da vida e a comédia do dia a dia. Quando usa personagens, André conta pulsantes momentos de anseios e conquistas. Quando vai pelos relatos, o leitor vê-se no lugar do autor, que usa do cotidiano para falar de uma vida simples, porém interessante. Do drama à comédia, Prosa Nova nos faz sentir cada palavra. É pau, é pedra, é crônica, e acima de tudo, é um livro vivo.

teaser retalhos

Retalhos: almas em versos lançamento dia 27/08/16 às 18h40.
Sinopse: Retalho é um pedaço que se retira de um todo, parte de alguma coisa que foi fragmentada. Assim é a nossa vida, uma coleção de retalhos num apanhado de memórias. Somos versos diários tecidos nas páginas de uma história que não termina. Retalhos: Almas em Versos é isso, uma coleção de sentimentos, com poemas sobre a vida, a condição humana e as mazelas sociais. Como o título sugere, cada verso leva um pouco do sentimento das autoras. Os traços da ilustradora fazem a junção dos pedaços, costurando, junto com as letras, a alma da obra.

teaser nqsl

Não quero ser lembrado, lançamento dia 27/08/16 às 17h.
Sinopse: Em seu romance de estreia, Lucas Rezende conta a história de Bernardo, um homem de meia-idade em um casamento enfadonho, um emprego medíocre e uma vida de frustrações que lhe levaram até o momento em que a história se inicia: o dia em que assassina a esposa com as próprias mãos.

teaser fábulas

Fábulas Cruéis, lançamento dia 02/09/16 às 16h.
Sinopse: Luiz Vadico traz de volta as fábulas – composiçao literária que tornou famosos grandes escritores como Jean de La Fontaine -, mas dando um toque particular: o macabro. Cada uma das 30 histórias revelam uma moral de uma forma sombria e, por vezes, assustadora.

E aí, se interessaram por algum deles? Fiquem atentos às datas e horários e não percam!
Beijos!

FacebookInstagramTwitterCanal do YoutubeGoogle Plus
Continue Reading

RESENHA | O Conto das Lendas – Os Dias Esquecidos, por

WhatsApp Image 2016-08-22 at 23.19.17
Durante a semana que se passou, eu tive a oportunidade de ler O Conto das Lendas – Os Dias Esquecidos, primeiro livro da série O Conto das Lendas, e sem dúvida alguma, não foi nenhuma perda tempo.

O livro possui uma premissa bastante audaciosa, logo de início somos apresentados a Umë, o único e seus filhos e filhas, os Gloriosos. É importante avisar nesse ponto que se você busca uma leitura simples e rápida você está no lugar errado, O autor criou uma história complexa e rica em detalhes e o leitor terá que ler o livro com bastante dedicação, o que não minha opinião, é obrigação de qualquer leitor. Prosseguindo, o narrador em terceira pessoa nos leva através do tempo e das eras, passando por toda a história maravilhosamente criada por T. C. F. Ramos. Vemos os dias dos Gloriosos chegarem e partirem, vemos o surgimento das lendas, e posteriormente dos humanos, elfos e anões, e como todos se entrelaçam.

Temos Esaroth, a Lenda do medo (e posteriormente da Escuridão) que sem dúvidas é o principal antagonista da história. Sua jornada das trevas, de vítima a vilão, sem dúvidas é um dos meus pontos favoritos do livro.

Existe algo que é muito relevante de ser dito. A história é praticamente contada inteiramente através da narração, são poucos os diálogos no livro. Entretanto isso não desqualifica nem a história e nem como é contada. Cada capitulo aqui se passa em um determinado tempo após o final do anterior, e todos eles possuem uma duração razoável, o que isso significa? Que se você acredita que a leitura é maçante, você sempre pode fazer uma pausa entre os capítulos.

Ressalto agora a criatividade do autor para trazer uma roupagem nova para os já conhecidos elementos da fantasia como os elfos e os anões. Aqui você não verá elfos sendo o ápice da perfeição e tudo aquilo que deve ser almejado e invejado, eles também são pessoas, com sentimentos e nuances muitos bem escritas. E os inimigos então? Esqueça o preconceito de tropas de goblins e trolls com personalidade opacas e mal desenvolvidas, as vezes sem nenhuma inclusive. Nessa história cada criatura conta, independentemente de sua importância para o desenvolvimento da história. E isso é ótimo.

Então, fica a dica, na próxima vez que quiser entrar no mundo medieval e de fantasia, este livro é o que você procura.

vic

FacebookInstagramTwitterCanal do YoutubeGoogle Plus
Continue Reading

D’carlos publica As Fases da Lua, de Hellen Pimentel

13924965_1142533579125566_1441082301587687624_n
Talvez vocês não se recordem, mas ano passado eu publiquei aqui no blog sobre o lançamento do livro NATASHA, da autora Hellen Pimentel, vulgo minha irmã (risos). Hoje a novidade é o mais recente lançamento, o livro As Fases da Lua – O Ano da Colheita. A editora DCarlos irá fazer a publicação do livro durante a Bienal, que também contará com a presença da autora.

14064131_1064574543639512_1555994211655284228_nSobre o livro: Pátria foi enviada para a Terra como um bebê após passar 18 anos em Uriah, ao descobrir que o Medalhão – anteriormente criado para salvar seu Plano -, pode destruir três; Uriah –seu Plano de origem-, Harisio –seu Plano inimigo-, e, enfim, a Terra – seu Plano de refúgio.

Com sua mente apagada, Pátria, agora como Adryana, começa totalmente do zero, sem ter nem mesmo uma vaga lembrança de quem foi seus pais –e seu verdadeiro amor- na vida passada ou qual era sua missão na Terra, a qual seria guardar e esconder o Medalhão que une o portal entre os três Planos. Agora, aos 19 anos e com o Medalhão perdido, faltando somente três meses para a Lunação e para a Colheita onde ela é uma grande concorrente em ser escolhida, Adryana corre pela própria vida e pela vida de três Planos que depende somente dela e da sua coragem. Uma busca incansável de si mesma e de suas origens perdidas.

Sinopse: Longe do Rio de Janeiro, do Brasil, da Terra, tem um Plano chamado Uriah, que nesse exato momento está contando os dias para que a última Lunação do Inverno comece, onde 20 marcas de nascença de seus jovens irão brilhar, mostrando assim que eles são os escolhidos para a Colheita. A Colheita que deveria trazer paz à sua nação. Mas nesse ano será diferente. Se a acontecer, todos estarão destruídos.

Se você se interessou pelo livro e estará na Bienal de São Paulo, não perca a oportunidade de conhecer o trabalho da autora e prestigiá-la. Em breve maiores informações sobre as vendas on-line!

Acompanhe as novidades na página oficial do livro.

FacebookInstagramTwitterCanal do YoutubeGoogle Plus
Continue Reading

RESENHA | A Rebelde do Deserto, por Alwyn Hamilton

IMG_2790
Sempre que finalizo a leitura de um livro com história riquíssima em detalhes e todos eles muito bem desenvolvidos ao longo do enredo, sinto grande incapacidade em externar todas as minhas impressões sobre ele – talvez justamente por serem várias. Eis que começo uma nova resenha desse tipo: um livro que me surpreendeu bastante, mas cuja opinião sobre ele talvez não seja tão fiel e convincente, meu maior medo.

Para alguém pobre, sem família e mulher, viver no deserto é sinônimo de uma vida infeliz e exposta às piores realidades. Amani é uma órfã e talentosa atiradora, com mira perfeita capaz de acertar qualquer coisa e seu único desejo é ir embora da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada no deserto. Contudo, apesar de suas habilidades, Amani enfrenta inúmeras dificuldades em abandonar a casa de seus tios e o casamento forçado à base de submissão que surge em seu horizonte. Um futuro na tão sonhada Izman parece cada vez mais difícil de ser alcançado.

Quando ela tenta conseguir algum dinheiro em uma arena de tiroteios vestida de menino, espera que essa será sua grande chance de alcançar seu objetivo. Contudo, o destino revela outros horizontes por meio de Jin, o jovem que conhece na arena. Estrangeiro e amigável, exatamente tudo aquilo necessário para que ela mantenha distância a fim de permanecer com seu disfarce e seu dinheiro, Amani não esperava encontrar no rapaz um amigo e oportunidades concretas de alcançar seu sonho.

O que ela não sabe, no entanto é que todas as histórias contadas na Vila da Poeira sobre a revolução do Príncipe Rebelde são reais e que os seres místicos do deserto estão à espreita, somente a espera de forasteiros para seu deleite.

Livro de estreia de Alwyn Hamilton, A Rebelde do Deserto foi uma surpresa pela qual eu não estava esperando. Incrível é a palavra que poderia descrever todo a trama bem construída e intrincada que a autora desenvolveu ao longo da história de Amani. Composto por histórias e seres místicos, muita ação e uma heroína forte, destemida e sarcástica imersa em uma sociedade extremamente machista e patriarcal, o livro é de tirar o fôlego a cada novo capítulo.

Fui cativada logo a principio por Amani, ou a Bandida de Olhos Azuis, e sua determinação em permanecer firme em seu desejo de não ser mais uma das esposas do tio – e aqui volto a citar uma das características que mais me chamaram atenção na obra: todos os costumes da sociedade Miraji são extremamente bem definidos e bastante típicos de cidades do Oriente Médio. Encontramos no livro a presença bastante intensa da religião na vida e nos costumes das pessoas e as terríveis punições reservadas para os que desobedecem as leis, seja da igreja ou do reino. A própria mãe de Amani foi enforcada por isso. Além disso, também nos deparamos com a poligamia existente em algumas sociedades do oriente, e a extrema injustiça com que as mulheres são tratadas.
IMG_2792
Não somente a ambientação e a exposição de elementos presentes no modo de vida das pessoas, os próprios desafios que Amani e Jin encontram ao longo de sua jornada me foram bastante bem descritos. Além disso, cada novo cenário de suas aventuras revelava a ambos mais um pedaço do quebra cabeças que montavam sobre a injusta sociedade em que viviam e os interesses políticos envolvidos, tanto com seu sultão quanto com forasteiros.

O livro possui uma narrativa bastante leve e fluida, completamente feita em primeira pessoa por Amani. Por esse motivo, todas as descobertas feitas pela jovem ao longo da leitura foram igualmente surpreendentes para mim quanto foram para ela, de modo que me senti bastante próxima da protagonista – além de me afeiçoar demais com a pessoa dela.

No fim das contas, a autora apresentou uma realidade, apresentou pontos soltos que se juntavam ao longo da leitura de modo a formar uma linha de raciocínio acerca do que estava acontecendo no universo por ela criado e trouxe diversas e incríveis reviravoltas no clímax. Reviravoltas essas que influenciaram na vida de todos os personagens ali envolvidos e que, ao que tudo indica, irá refletir na vida de todos os moradores das cidades do deserto.

O que posso dizer é que A Rebelde do Deserto é um livro muitíssimo bem escrito, com um universo único e muito bem descrito e apresentado, além de uma protagonista forte e um mocinho extremamente cativante. E por incrível que pareça, mesmo imaginando que ambos pudessem vir a se envolver no futuro, em momento algum fiquei esperando e ansiando por isso porque a relação de amizade criada entre os dois foi incrivelmente forte e genuína. Enfim, é um livro que indico demais aos leitores amantes das fantasias, contendo desde uma protagonista incrível até um universo repleto de magia. Vale muito a pena!

Ficou com vontade de ler? Compre o livro aqui:
AMAZON | SUBMARINO

FacebookInstagramTwitterCanal do YoutubeGoogle Plus
Continue Reading

30 coisas para se fazer antes dos 30

IMG_4436
Recentemente eu vi lá no blog da Thaísa, o Leitura das Cinco, uma listinha de 25 coisas que ela pretende fazer antes de fazer 25 anos e eu achei super legal a ideia. Assim, me inspirei para fazer a minha própria listinha, só que de 30 coisas para fazer antes dos 30 anos.
Já está pra lá de claro pra mim que eu não dou tãããao certo assim com as metas que eu me proponho, mas ainda assim eu adoro me propor a essas coisas! Simbora!

1. Aprender a dirigir
2. Visitar o Machu Picchu
3. Fazer uma viagem com uma amiga próxima
4. Fazer uma viagem sozinha
5. Me formar
6. Me jogar em algum projeto pessoal
7. Fazer aulas de pole dance
8. Plantar uma (ou quem sabe várias?) árvore
9. Aprender alemão
10. Conhecer mais de 3 cidades do Brasil
11. Participar de algum evento literário
12. Conhecer amigos que o universo literário me proporcionou
13. Ler mais de 50 clássicos
14. Fazer uma tatuagem
15. Ir ao cinema sozinha
16. Dar uma festa de aniversário
17. Realizar um sonho da minha mãe
18. Cursar Literatura
19. Comprar o meu cantinho
20. Abrir uma caixa postal para o blog
21. Beber mais água durante o dia
22. Ter um espelho camarim
23. Acampar
24. Fazer trilha
25. Cultivar temperos
26. Doar sangue
27. Ler todos os livros de Jane Austen
28. Viajar de barco
29. Morar fora do Brasil por um tempo (nem que seja alguns meses hehehe)
30. Aprender uma lição de vida

Bom, gente, esse foi um post super “off-topic” aqui do blog, já que eu estou predominantemente postando resenhas e posts sobre livros, mas gostaria de saber de vocês o que vocês acham de posts mais pessoais desse tipo, se acham legais, se querem ver mais por aqui e tudo o mais. Eu vou amar continuar fazendo, caso vocês se interessem.
Vou ficando por aqui. Um beijão e até o próximo post!

FacebookInstagramTwitterCanal do YoutubeGoogle Plus
Continue Reading

RESENHA | Contos de amor, de loucura e de morte, por Horácio Quiroga

IMG_9226
Quando solicitei o livro com a editora Hedra, dei um tiro no escuro. Não conhecia o autor, nunca tinha ouvido falar em nenhuma obra publicada por ele e acreditava que a leitura poderia tanto me surpreender quanto me desanimar completamente. Mas após pesquisar sobre a pessoa que foi Horacio Quiroga, me senti com um desejo instantâneo de ler, por isso digo que o que mais me chamou atenção no livro não foi a premissa em si – contos relacionados ao amor, à loucura e à morte -, mas sim a história de vida do autor e o que isso poderia vir a influenciar em seus escritos.

Horacio Quiroga foi um homem que teve bastante contato com a morte, quando diversas pessoas próximas a ele morreram de maneira trágica, muitas vezes em sua presença. Assim, é de se esperar que tal fato não passaria despercebido e que influenciaria em outras esferas de sua vida – como mudou -, entre elas seus escritos.

Como é de esperar, todos os contos do livro giram em torno de um desses temas ou em mais de um deles ao mesmo tempo, dando ao leitor infinitas interpretações das histórias e assustando ao mesmo tempo que fascinando em diversos momentos. Muito da face da loucura foi deixada exposta ao longo do livro, inclusive em detrimento dos vícios, outro assunto também bastante abordado nos contos.
IMG_9228
Sem dúvida alguma os contos mais macabros e sombrios foram os que mais me marcaram, justamente por fazerem jus ao tema do terror. Um outro ponto que não pude deixar de me ater foi a constante presença feminina ao longo das histórias e como elas eram extremamente marcantes – seja por sua loucura, seja por seu amor. O fato é que o autor abordou mulheres com características extremas e em situações adversas, de modo que elas também foram figuras de destaque nos contos em que apareceram.

O livro me foi uma bela surpresa e considero um bom ponto de partida para as outras obras do autor. A editora Hedra fez um belo trabalho de tradução que só auxiliou o meu envolvimento na leitura, de modo que em momento algum me senti empacada, pelo contrário. Ainda, o livro conta com uma incrível introdução, que irá nos apresentar mais a fundo ao autor, fato que auxiliará e muito ao longo da leitura e da compreensão das histórias. Faço um adendo apenas à edição. Semelhante às de bolso, o livro conta com capa simples, sem orelhas que permitam um manuseio sem causar danos, além das páginas brancas e um tanto transparentes que me incomodaram um pouco. Afora isso, o livro é certamente uma indicação aos amantes de contos que prendem e surpreendem.

FacebookInstagramTwitterCanal do YoutubeGoogle Plus
Continue Reading

Primeira quinzena do VEDA

veda.png

Quem acompanha o canal está por dentro da programação do VEDA que está rolando por lá. Todos os dias durante o mês de Agosto está saindo um vídeo novo lá no canal com conteúdo bastante variado. O post de hoje é uma reunião dos 15 primeiros vídeos que foram postados dos 31 que serão liberados ao longo de Agosto. Se você ainda não ficou por dentro da programação, não perca tempo!















Então, pessoal, esses são os vídeos que já foram ao ar lá no canal. Espero muito que tenham gostado. Se gostarem mesmo, clica lá para se inscrever e acompanhar o restante do VEDA!
Beijos e até o próximo post!

FacebookInstagramTwitterCanal do YoutubeGoogle Plus

Continue Reading

SÉRIE DE TV | How to Get Away With Murder

htgawm-cover
A estreia da terceira temporada de How To Get Away With Murder está prevista pra final de setembro e, por isso, resolvi escrever um post para vocês sobre o que eu achei das primeiras duas temporadas da série.

Se você não sabe do que HTGAWM se trata, na série de autoria de Shonda Rhimes (Grey’s Anatomy) vai nos apresentar o universo das legislações por meio da advogada de defesa e professora de Direito Penal Annalise Keating (Viola Davis). Na fictícia Universidade de Middleton, em que Annalise leciona, ela anualmente seleciona quatro dos seus melhores alunos da disciplina de Direito Penal para trabalharem em seus casos no escritório que administra. Contudo, excepcionalmente, ela convoca um outro aluno para juntar-se ao grupo: Wes Gibbins. Wes é um rapaz de origens humildes que é convidado a trabalhar para Annalise sem nenhum motivo plausível aparente. Seria pena? Compaixão que o normalmente duro coração de Annalise estaria apresentando? Esse é apenas um dos acontecimentos que precisarão ser esclarecidos ao longo da série.

Isso porque a vida profissional e pessoal de Annalise choca-se e os estilhaços que resultaram disso atingem inclusive seus alunos, que irão se ver imersos em um assassinato do qual precisarão da ajuda de Annalise para se livrarem. Daí no nome da série, traduzido mais livremente para “como se livrar de um assassinato”.
MATT MCGORRY, KARLA SOUZA, AJA NAOMI KING, ALFRED ENOCH, JACK FALAHEE, VIOLA DAVIS, LIZA WEIL, BILLY BROWN, CHARLIE WEBER
Confie em mim quando eu digo que o perigo de ser completamente fisgado por essa série é altíssimo. Aconteceu comigo e com diversas pessoas que conheço, com quem discuti episódios enquanto assistia. A série é repleta de acontecimentos marcantes e de tirar o fôlego, completamente bem intrincados, elaborados e desenvolvidos de modo que até mesmo várias consequências dos atos de cada um dos personagens surpreendem demais.

HTGAWM nos apresenta não somente o universo criminalista através da defesa da advogada, como também expõe todas as tramoias e os crimes cometidos a fim de eliminar outros. Annalise toma atitudes que até mesmo o diabo duvidaria, fazendo com que uma relação ambígua de amor e ódio seja estabelecida com a personagem. Em diversos momentos ao longo da série eu me peguei questionando meu grau de afinidade com a protagonista e até o presente momento não sei dizer se gosto dela ou não. O que posso afirmar sem sombra de dúvidas é que Viola Davis é sensacional. Deu à personagem de Annalise tanto as forças quanto as fraquezas necessárias para a construção de uma protagonista incrível.

Não tratando-se apenas da vida profissional de Annalise e suas consequências naqueles ao seu redor, a série também aborda a vida pessoal de cada um dos alunos que trabalham no escritório, bem como os dois sócios, Frank e Bonnie. Ao longo dos episódios, conforme os acontecimentos vão se esclarecendo e a verdade é revelada, podemos conhecer ainda mais de cada uma dessas personagens – inclusive aquelas que julgávamos conhecer tão bem.

A série é uma mistura perfeita da psicologia individual humana com o campo da legislação que é exatamente o mesmo para todos. Conforme vamos avançando na história da série, podemos compreender as peculiaridades e particularidades de cada caso e de cada pessoa envolvida, de modo que percebemos com mais clareza o trabalho da justiça ao fazer julgamentos – ora justos, ora injustos. Tal fato leva-nos ainda a outro pensamento: seria então a justiça realmente justa? Ela realmente trabalha em prol de todos?

How To Get Away With Murder é uma série que faz nossa mente ir além, imaginando como os acontecimentos se deram, apostando fichas em determinados personagens ou escolhas e surpreendendo-se a cada novo episódio. Certamente é uma série que merece ter uma chance.

FacebookInstagramTwitterCanal do YoutubeGoogle Plus
Continue Reading

RESENHA | Obsessão, por Alice FRS

20160810_140843

E aí pessoas, como estão?

No post de hoje teremos mais uma resenha! Dessa vez vamos conhecer um pouco sobre o livro “Obsessão” que foi publicado pela Ler Editorial. Vamos conferir?

Autor: Halice FRS
Editora: Ler Editorial
ISBN: 9788568925201
Ano: 2016
Páginas:  344
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥  (MUITO BOM)

Onde comprar:  Cia dos Livros || Eba! Livros  

Obsessão é o primeiro livro que compõe a série “Amor Imortal” escrito pela Halice FRS. Quando li a sinopse do livro e percebi que se tratava de uma história de vampiros logo me animei, e assim que o livro chegou já comecei a ler. 
Primeiramente devo começar essa resenha já adiantando que “Obsessão” me deixou completamente dividida entre estar com muita raiva e estar completamente apaixonada pela história e por Ethan, claro. Bom vocês querem entender o por quê? Sim. Então vamos lá. 
Ethan MCcain é um vampiro e advogado, com mais de 115 anos, no prologo nós conseguimos entender como ele foi transformado e o porquê. Desde humano Ethan já era mimado, agora imaginem depois de ter super poderes provenientes da vida de imortal? 
Depois que foi transformado em vampiro ele podia correr super rápido, podia ficar invisivel, controlar a vontade dos humanos, iludir, fazer esquecer e por aí vai. Bem, esse vampiro super boêmio, mimado e completamente mandão é daquele tipo “tô nem aí pra nada”. Tratava todas as mulheres que conhecia como um objeto. Ele usava sua incrível beleza e seu poder de sedução para encantar suas vítimas, bebia o sangue delas e depois as descartava. Não dá pra gostar de um personagem assim né?
Porém isso mudou depois que ele conheceu Danielle ou simplesmente Dana, uma jornalista recém formada e também a namorada Paul um advogado muito bem sucedido e o namorado dos sonhos de qualquer mulher. Dana levava sua vida “perfeitinha” até que Ethan MCcain resolve aparecer em sua vida e vira-la do avesso. 
Ao ver Dana pela primeira vez ele ficou encantado pelo seu cheiro, mas o que ele não sabia é que Dana mudaria completamente sua vida. O vampiro que antes era boêmio e sem um pingo de amor, agora se via completamente apaixonado e obcecado por Danielle, e ele agora estava disposto a fazer o que estivesse ao seu alcance para que Danielle fosse sua eternamente. Nesse mesmo dia em que ele encontrou Dana, um inimigo estava o espreitando e determinado a seguir seus passos, porém no primeiro livro nós não temos muitos detalhes sobre esse inimigo perseguidor.
Bom, a historia do primeiro livro se baseia basicamente nisso. E é exatamente esse o motivo da minha revolta. Foram mais de 340 páginas para chegar ao final ainda sem respostas. A escrita da autora é impecável e muito viciante. A história é realmente muito boa, porém fiquei decepcionada com o final (nem teve final). Em compensação temos aí a continuação que preciso pra ontem, para saber o desfecho dessa história de amor e obsessão, que envolve o mundo mortal e o imortal. Ah, e é claro, torcendo para que Dana e Ethan fiquem juntos, a mocinha e o vampiro que não é tão mocinho assim. Melhor história? Com certeza haha.

O livro é narrado em primeira pessoa, uma parte narrada por Ethan e a outra por Danielle, o que gostei bastante, pois assim é possível entender o que cada um está sentindo.  A diagramação é simples e bonita ao mesmo tempo. Todos os personagens foram muito bem construídos e o enredo da história bem desenvolvido. Enfim, me apaixonei por cada detalhe – e personagem-.

“Belo pareceu feminino demais para alguém que exalava masculinidade e divino rebaixaria os deuses.”

Já conheciam a autora? E o livro? Enfim, é isso espero que tenham gostado. Deixa sua opinião aí nos comentário, okay? Beijos e até logo!

Me acompanhe nas redes sociais

Continue Reading

Oportunidade aos autores independentes!

tumblr_static_out_of_the_blue_free_verses

Olá, pessoal!
O post de hoje é direcionado especialmente aos autores independentes que desejam publicar seu original. A agência literária AZO abriu uma ação intitulada “Sincera Oportunidade”, que dará a oportunidade de um autor publicar seu livro após uma seleção. Os autores interessados devem preencher o formulário abaixo, torcer bastante e ficar atentos, pois as inscrições serão encerradas no dia 13/09!

O regulamento da ação exige que apenas maiores de 16 anos se inscrevam; que sejam brasileiros; residam no Brasil; possuam um original sem vínculo contratual ou publicado anteriormente seja por editora, amazon, wattpad ou qualquer outra plataforma de autopublicação.
As vagas são limitadas!

Era esse o recado, pessoal!
Beijos e boa sorte a todos!

Continue Reading